Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor

Cremos que o Senhor tem falado em muitos corações nestes últimos dias a respeito do atual momento que a igreja está passando. Ao longo de toda história do cristianismo sempre houveram aqueles que introduziram ensinamentos meramente humanos no seio da igreja, no entanto em toda história vimos também irmãos sinceros que não se dobraram a estes ensinos e não se distanciaram da simplicidade que há em Cristo Jesus e hoje não é diferente,  em meio a tantos desvios precisamos discernir a vontade e o propósito do Senhor. Temos visto muitos "pregadores"por aí que estão envergonhando o evangelho, homens dominadores que pregam um evangelho distorcido, anunciando um Deus que mais parece estar a nosso serviço, um evangelho centrado no homem e não expõe a sua real condição. diante disto o homem não pode ser conduzido a uma vida de quebrantamento e santidade, somente com um coração assim seremos capacitados a expressar o amor de Deus. O amor  é uma realidade interior, diante desta realidade não é difícil identificar um distanciamento cada vez maior entre os irmãos, pois a busca da satisfação pessoal se tornou o objetivo maior. Se você tem visto esta coisas , creio que a um pulsar em seu coração lhe dizendo que algo está errado,  não suficiente identificar o que está errado, se não voltarmos para o verdadeiro propósito do Senhor.

Os planos de Deus jamais podem ser frustados, por isto com ajuda do Senhor nos sentimos encorajados e motivados a dar alguma contribuição com este artigo, dizendo a você que precisamos desesperadamente nos lançar no conhecimento do amor de Deus. O amor é uma realidade eterna, a essência do próprio Deus, e para que o amor possa existir pessoas precisam estar envolvidas neste processo, a que ama e a que é amada, assim o único Deus manifesta este amor nas três pessoas da trindade, vemos este amor fluir continuamente como a bíblia mesmo descreve. Por que então é importante pra nós aceitarmos este amor e vivenciá-lo? Devemos compreender que para este amor fluir entre nós, é necessário estarmos envolvidos num relacionamento com o nosso Deus e uns com os outros cada dia, se este amor for praticado o reino virá por consequência; a questão é; o cristianismo atual nos dá condições para a prática deste amor? Estamos progredindo em amor, amamos mais hoje do que ontem. Existem coisas importantes demais para nossa melhor compreensão uma delas é:com qual propósito o Senhor criou o homem, por que estamos aqui ? Ao compreendermos isto teremos um vislumbre de seu propósito, e neste propósito está contido o próprio Deus buscando uma morada para Sí, providenciando uma noiva para Seu Filho.

Na eternidade passada se podemos dizer assim, sempre houve e haverá uma plena comunhão das três pessoas, Pai, Filho e Espírito, um relacionamento perfeito, onde nenhuma das pessoas é maior , mas sim uma unidade comunitária sem restrição, onde o Pai se doa ao Filho, o Filho Se doa ao Pai e ao Espírito... E em um determinado tempo na eternidade o Senhor decide estender, fazer expandir este amor e assim criou Adão o primeiro homem, no entanto Eva não foi criada e sim retirada de Adão,projetando para o futuro o aconteceria com o último Adão que mediante sua morte e ressurreição o Pai faria surgir do interior de Seu Filho a igreja que é o corpo de Cristo, para então introduzi-la naquele relacionamento de amor. Diante desta realidade vemos então o trabalhar de Deus em nossas vidas buscando formar Cristo em nós nos tornando um com Ele, ao analisarmos isto identificamos que se nossos relacionamentos forem estabelecidos por esta verdade nos alinhamos à sua vontade, pois Cristo é tudo que precisamos. Se no final de tudo o que vai restar é o amor, qual deve ser o nosso alvo? Precisamos nos envolvermos neste relacionamento de amor com o Senhor e de uns com os outros. Amados, amemos uns aos outros, porque o amor procede de Deus;e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aos que com fé se aproximam de Deus hão de concordarem que o amor tem sua origem no próprio Deus, e este amor se manifestou a nós na pessoa do seu filho. Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado o seu filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio Dele. I João 4:9 A bíblia diz que Deus é amor; I João 4:8. Jesus é o amor de Deus encarnado e habitou entre nós, nos amou com amor incondicional sem esperar nada em troca para vivermos por meio D´ele, e nos deu um novo mandamento. Ora temos da parte Dele este mandamento: Que aquele que ama a Deus ame também a seu irmão; I João 4:21. Se não houver amor, nada do que fizermos terá valor diante de Deus. Ainda que fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar os montes, se não tiver amor, nada serei. E ainda que eu distribua os meus bens entre os pobres e ainda que eu entregue o meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disto me aproveitará; I Coríntios 13:1-3. Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros, I João 4:11. O amor deveria ser uma prática normal no meio dos cristãos, mas infelizmente notamos que a maioria dos cristãos estão mais preocupados em participar dos eventos promovidos pelas "igrejas" do que se entregarem num relacionamento mais profundo uns com os outros, como participar de suas atividades traz um certo alívio numa consciência para com Deus, a prática deste  amor quase não existe, este amor é fruto de relacionamentos alicerçados, sustentados e edificados na pessoa de Cristo entre os irmãos. Não há como desfrutar deste amor sem haver relacionamentos. O desejo de Deus é que nós como cristãos possamos expressar o amor de Deus uns aos outros aqui na terra por meio do seu corpo que é a igreja. O Senhor Jesus é o centro de toda bíblia, é por meio D´ele que podemos viver este amor, Jesus disse que edificaria sua igreja, assim como Cristo é o alicerce da igreja Ele é também o suprimento para a edificação da mesma; e tudo que fizerdes, seja em palavra seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por Ele graças a Deus Pai Colossenses 3:17.

O amor é a própria essência de Deus, a maior expressão de amor já vista em todo universo surgiu do próprio Deus ao entregar seu próprio Filho em resgate da humanidade, João 3:16. Este amor está ao alcance de todos os homens, nós cristãos que já fomos tocados por este amor devemos viver a vida da igreja movidos por ele, o pratica-lo nos conduzirá a uma unidade à luz de João 17:22. Não seremos conhecidos como discípulos por quantas atividades teremos; e sim se tivermos amor uns  pelos outro e termos um coração como de Paulo e sofremos dores de parto até Cristo ser formado em vós. Quando olhamos para a igreja primitiva notamos que o amor foi o diferencial na vida daqueles irmãos, uma igreja que conquistou o mundo naquela época. A bíblia diz que se amarmos uns aos outros, Deus permanece em nós e o seu amor é, em nós, aperfeiçoado João 4:12. Há uma condição para o amor de Deus permanecer e ser aperfeiçoado em nós, o de amar uns aos outros, ou seja, praticá-lo. É muito interessante notarmos isto, o Senhor nos tem dado a oportunidade de alcançarmos os perdidos em amor por meio da igreja, no entanto a igreja deixou sua simplicidade, que funcionava como um organismo vivo e que era baseado nos relacionamentos entre famílias cristãs extensas, e aos poucos foi perdendo sua força, e vive hoje numa condição lamentável. A igreja tornou-se uma instituição, onde se estabeleceu duas classes distintas de pessoas, os leigos e o clero, aqueles que fazem tudo e o restante que são meros expectadores, igreja que prega uma mensagem, mas não tem sido a mensagem. Uma igreja que está acostumada a ter seus encontros ou programas previsíveis, onde seus membros se encontram duas ou três vezes por semana, por uma ou duas horas cada encontro e que não pode desenvolver relacionamentos capazes de gerar o amor mencionado. Os templos que são tão comuns nos dias de hoje, era algo totalmente desconhecido da igreja primitiva, a igreja templo teve sua origem desde a era de Constantino que declarou o cristianismo a religião oficial do império, de lá pra cá a igreja sofreu fortes influências do judaísmo e paganismo, deixando a igreja enfraquecida. Creio que o Espírito está falando a muitos corações em todo o mundo e está despertando vidas que estão inconformadas com esta situação, estes que não só deixaram o sistema, mas que numa atitude de fé abriram mão do que tradicionalmente se entende ou se pratica como sendo a igreja, este mesmo sistema tem imperado sobre o cristianismo, e tem aniquilado a funcionalidade de cada membro do corpo de Cristo, e leva aos profissionais da fé a controlar a igreja alegando que assim a igreja estará protegida, e os irmãos por medo considera isso normal, na verdade o medo se torna um meio de controle. Controlar pode ser bom, mas confiar é melhor. Neste instante em que a igreja está passando por estas mudanças temos que ficar atentos, pois abandonar os templos e realizarmos cultos menores não muda muita coisa, porque se o sistema religioso permanecer dentro de nós, somente mudamos o lugar de reunir, na verdade é muito mais um estilo de vida. A igreja primitiva desenvolveu melhor seus relacionamentos, devido o ambiente familiar, aconchegante e de extrema liberdade de expressão, Jesus encerrou qualquer dúvida quanto a um “lugar” específico na conversa com a mulher samaritana o pai procura adoradores que o adorem em espírito e em verdade trata-se de uma realidade interior. O que acontecia nestes encontros na verdade era fruto dos relacionamentos vividos de uns para com os outros diariamente, (Atos 2:46 Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração,) na verdade não havia necessidade de preparar alguma coisa para realizar o culto, pois o verdadeiro culto racional era apresentar os corpos por sacrifício vivo a Deus, fruto de um viver diário entre irmãos, não tem nada haver com o que nós conhecemos nos dias de hoje. Existem algumas expressões que foram tiradas de versículos e as descrevo logo abaixo, somente uma igreja relacional é capaz de colocar em prática de forma expressiva e tem como fruto um amor prático e ativo de uma igreja orgânica.

• Amar cordialmente• Amar fraternalmente• Dever somente o amor• Quem ama cumpre a lei• Quem ama não pratica o mal ao próximo• O amor edifica• Devemos seguir o amor• Nossos atos devem ser feitos em amor• Uma fé que atua pelo amor• Servos uns dos outros em amor• O fruto do Espírito é o amor• Arraigados e alicerçados em amor• Andar em amor• Ter o mesmo amor.

Podemos notar as citações acima que se trata de ações práticas no viver cristão, ser discípulo de Cristo é andar como Ele andou, fazer as coisas que Ele fazia, importa ao discípulo ser igual ao mestre, nós na verdade não seremos julgados pelo Senhor pelo quanto nós sabemos e sim o quanto praticamos. Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha; Mateus 7:24Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, de quem todo o corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em amor. Efésios 4:15,16